O Coaching Ontológico se compromete a transformar nossa forma particular de ser. Ajuda o coachee (cliente) a desenvolver a atitude e a aptidão para gerar novas ideias e possibilidades, descobrir novos significados e se autoconhecer. É um processo profundamente libertador do sofrimento e das crenças condicionantes que restringem pessoas e equipes. Oferece ao cliente um paradigma desafiante, uma ampliação da visão de mundo e um contexto diferente para que os objetivos pessoais ou profissionais sejam atingidos.

Para o Coaching Ontológico, a existência humana reconhece três domínios primários: corporalidade, emocionalidade e linguagem. Os três são autônomos, mas se relacionam de forma coerente e profunda. Isso permite efetuar a reconstrução do ser em um domínio, por meio dos outros dois. Assim, o que acontece no âmbito da corporalidade afeta a emocionalidade e a linguagem. O que passa na emocionalidade se expressa nas posturas corporais e no tipo de histórias que acreditamos. O que dizemos a nós mesmos e aos outros, bem como o que escutamos, impacta nosso corpo e a emoção.

Identificar e transformar a estrutura de coerência do coachee (cliente), para que ele possa observar aquilo que o leva gerar resultados que não deseja, é um dos objetivos fundamentais do Coaching Ontológico. O processo permite, então, desapegar de signos, costumes e percepções que cegam e atrasam o crescimento. Por meio dele, o cliente pode se redesenhar para agir de maneira a conseguir resultados diferentes e favoráveis.

Portanto, com o Coaching Ontológico, o coachee é apoiado a desenvolver competências que potencializarão sua capacidade de aprendizado e de se relacionar com as pessoas, a partir da apuração de sua visão de mundo. O cliente passa a ter uma compreensão livre de fronteiras da humanidade, antecipar ações e lidar de uma nova forma com os problemas e caminhos que lhe são apresentados, aproximando-se, de fato, do sucesso almejado.