meditation
O ser humano segue e sempre seguiu em busca da felicidade. Ela foi a motivação para os grandes pensadores da antiguidade, para os primeiros filósofos e cientistas. Ainda hoje, por todos os cantos do planeta, todas as pessoas, de uma forma ou de outra, estão envolvidas com essa busca. Alguns, como grandes mestres religiosos ou estadistas, procuram a felicidade coletiva, objetivando o bem estar da sociedade e da humanidade. Outros buscam a própria felicidade, tentando encontrar soluções para os problemas e conflitos do dia a dia. E uma das ferramentas que encontram para isso é a meditação.

A meditação surgiu na Índia há cerca de 2.500 anos e se espalhou por toda a Ásia. Essa técnica milenar, característica da cultura oriental, passou a ser conhecida no Ocidente a partir do trabalho de Maharishi Mahesh Yogi, o guru que ensinou o cantor John Lennon a meditar na década de 1960. Vinculada à espiritualidade, a meditação passou a ter status científico há pouco tempo, quando os médicos ocidentais começaram a estudá-la e reconhecer sua eficácia. Universidades de renome, sobretudo nos Estados Unidos, e centros de estudo comprovam, de modo empírico, o seu valor científico.

Os benefícios são inúmeros: redução da ansiedade, depressão, insônia e do estresse, aumento da capacidade de concentração, estímulo à criatividade, promoção do sentimento de bem estar, entre muitos outros. Além disso, o poder da meditação também atua no controle de vícios, da pressão arterial e até auxilia na reação do organismo aos tratamentos contra o câncer.

Para meditar, é preciso dar um tempo com as atividades diárias e se colocar sozinho, em um ambiente tranquilo e silencioso. É primordial se concentrar na própria respiração e deixar que os pensamentos fluam e se reorganizem, promovendo o equilíbrio interior. A meditação tem a capacidade de promover o relaxamento muscular e o desenvolvimento mental, por meio de diversas técnicas. A intenção é esvaziar a cabeça e se concentrar no presente, o que faz com que a atividade mental se reduza momentaneamente, promovendo o reequilíbrio da mente.

Para uma melhor experiência, é bom frequentar grupos e conhecer as diversas técnicas, que variam na duração do período meditativo e no método. Mas o mais importante é encontrar um tempo para a autoreflexão e o relaxamento no cotidiano tão corrido. O autoconhecimento, a boa relação com as pessoas, a inteligência emocional, o equilíbrio interno e entre os âmbitos profissional e pessoal são essenciais ao alcance da felicidade e podem ser promovidos por meio da realização do Coaching associado à técnica da meditação. O pensamento positivo e o sucesso, que podem ser propiciados com as técnicas, ajudam não só a quem os pratica, mas a todos ao redor, pois têm o poder de contagiar.