results_2

Coaching significa pra mim, Vida!
Constelação Sistêmica, movimento da Vida!

Constelação, é uma terapia breve, que trabalha as emoções e energias inconscientes, emanadas do sistema familiar, ou qualquer outro campo do qual pertencemos, que influenciam nossas decisões.

Coaching, é uma metodologia aplicada em um processo sequencial, de uma hora semanal em que se utiliza de ferramentas próprias, para proporcionar reflexões ao coachee, sobre a sua questão.

Ao refletir, a pessoa pode entrar em contato com situações inconscientes, o que demanda muitas vezes, de um processo mais profundo que possa destravar o bloqueio que esteja impedindo de alguma forma, o avanço do coachee na determinada situação. É nessa situação que entramos com os movimentos sistêmicos, que acreditamos serem necessários, para o desenvolvimento do processo, sem que fiquem questões a serem resolvidas posteriormente com outro profissional.

Na minha experiência, o que tenho constatado é que nesse momento, o poder do coachee se instala com mais propriedade, o que gera maior confiança em si mesmo e um desejo enorme de realização, pois Constelação Sistêmica determina o movimento diante da vida. Ao contrário do que muitos pensam, não é magia, é uma técnica terapêutica que conduz para a compreensão do nosso verdadeiro espaço no mundo.

Inicialmente, o processo de Coaching desenvolvido por mim seguia atendendo todos os passos de acordo com o que aprendera na Formação em Coaching. Hoje ainda segue, mas ao entrar em contato com as Constelações Sistêmicas, sentindo o poder magnífico desse processo, encaminhava os meus coachees para profissionais da área, para que pudessem realizar a terapia breve, na intenção de que destravasse algum bloqueio que impedia a abertura total ao processo de Coaching.

Hoje, incluo o aprendizado que Bert Hellinger que sabiamente organizou denominando de Constelações Sistêmicas Familiares e Organizacionais, na metodologia Coaching Condor Blanco, desenvolvida por Suryavan Solar, autor e mentor da Organização, a qual honro e sou profundamente grata pela sabedoria e lucidez na organização dessa metodologia, que tem como intenção o desenvolvimento da integralidade do ser humano.
Segundo Suryavan Solar, em Coaching Express, página 26, “A vida é desafiante quando queremos crescer e triunfar. A vida nos leva ao desafio de entender quem somos e verificar quem decide no nosso interior: a condição ordinária do submisso seguidor do ego ou a do verdadeiro líder de si mesmo”.

É de fundamental importância, para a vida fluir, ocuparmos o nosso verdadeiro lugar no Universo, e geralmente não temos consciência disso. Acreditamos, na maioria das vezes, que estamos no lugar certo, mas o mundo, as pessoas e a sorte, é que não estão ao nosso favor. Assim, não nos responsabilizamos pelo nosso destino. Acreditamos que estamos tomando decisões assertivas, mas as pessoas nos impedem de sermos felizes com o que escolhemos. Vem então o sofrimento, as lamentações, a tristeza e o não sair do lugar em que estamos. Passamos a acreditar que não merecemos o sucesso, as realizações, a alegria de nos sentirmos plenos, o que gera um desconforto geral em todas as nossas ações.

Com o processo do Coaching Sistêmico oferecemos às pessoas, a oportunidade de se olharem, de olharem o seu interior, a vida e influência do seu sistema e se reconhecerem como um ser que pode e deve se colocar no seu devido lugar. As reflexões geram a percepção de si mesmo, assim como é, reconhecendo e honrando todo o seu sistema, masculino e feminino, tomando a sua vida como o melhor caminho a seguir, com o seu poder interior capaz de abrir todos os caminhos que possam leva-las à realização de todos os seus objetivos.

E assim, a Vida flui!

Vida e Movimento caminham juntos, para o grande sucesso nesse planeta maravilhoso, que solicita a cada minuto o nosso reconhecimento, a nossa honra. Podemos e somos capazes de transformar a nossa casa no melhor lugar para se viver, porém somente conseguimos isso quando fazemos a limpeza em nossa casa interior. A consciência da nossa missão fica mais clara, e podemos seguir o caminho da tão sonhada liberdade.

E que liberdade é essa?

A liberdade de atuarmos no mundo de acordo com o que a nossa essência nos solicita e fugimos o tempo todo, devido às demandas de uma cultura que nos desvia e nos conduz para a deturpação de todos os nossos valores e dignidade da vida. Se sou, me torno responsável pelas minhas decisões, pelos meus fracassos e sucessos, e posso me encaminhar para as mais belas histórias da escrita de minha vida. Posso encarar plenamente todas as minhas sombras e decidir qual caminho seguir.

Termino esse artigo com uma história, que se encontra no livro de Bert Hellinger, A Cura, página 56 e 57, 2014:

Um discípulo perguntou a um mestre: “Diga-me, o que é a liberdade?”
“Que liberdade?”
, perguntou-lhe o mestre. “A primeira liberdade é a estupidez. Assemelha-se ao cavalo que, relinchando, derruba o cavaleiro, só para sentir depois o seu pulso ainda mais firme.

A segunda liberdade é o arrependimento. Assemelha-se ao timoneiro que, após o naufrágio, permanece nos destroços em vez de subir no barco salva-vidas.

A terceira liberdade é a compreensão. Ela sucede à estupidez e ao arrependimento. Assemelha-se ao caule que se balança com o vento e, por ceder onde é fraco, permanece de pé”.

“Isso é tudo?”, perguntou o discípulo.

O mestre retrucou: “Algumas pessoas pensam que são elas que buscam a verdade de suas almas. Contudo, é a grande Alma que pensa e busca através delas. Como a natureza, ela pode permitir-se muitos erros porque está sempre e sem esforço substituindo os maus jogadores. Mas àquele que a deixa pensar ela concede, às vezes, uma certa liberdade de movimento. E, como um rio que carrega um nadador que se deixa levar, ela o leva até a margem, unindo sua força à dele”.

E você, o que decide sobre a sua liberdade?

MARIA LÚCIA SILVA MASIMSHI

Referência bibliográfica:
HELLINGER, BERT. A Cura: tonar-se saudável, permanecer saudável. Tradução de Daniel Mesquita de Campos Rosa. Belo Horizonte, Atman:2014.
SURYAVAN, SOLAR. Coaching Express: as origens de um novo estilo. São Paulo: Gran Sol Editora, 2013.